Página Inicial Youtube Twitter Facebook

15/03/2018: A uma menina vereadora

Era a lança, a lasca de pedra pontiaguda,

a flecha, o veneno, a lâmina afiada,

a humanidade que combate e recua

o rubro das veias que sangram a alma

 

o insensível animal demoníaco ataca

a cada segundo a cada minuto o mundo

é a guerra inominável a serra e a lasca

dá-nos a impressão do cúmplice imundo

 

A terra arrasada do Cristo e o som seco

a jovem que ousou pensar em paz e o ataque

vil que a matou como  se matam no beco

 

os que ousam buscar os sonhos e acordam

sob uma tumba profunda e plena de ratos

que um dia certamente roerão os monstros que geraram.

   

Amadeu Garrido de Paula, é Advogado, sócio do Escritório Garrido de Paula Advogados.