Página Inicial Youtube Twitter Facebook

07/08/2017: O sonho que não terminou

são sons de sinos oblongos, redondos,

sons de sonos e de sonhos justos

imagino bolos, broas, todos bons,

acordo em torno de globos e de pombos

 

os vôos são em círculos e oráculos

homens bons dão água aos pássaros

jasmins e orquídeas são o fundo

traçado no jardim de outubro

 

ouço um canto harmonioso e longo

vindo do último recanto do convento

sinto o cheiro de pães das manhãs

o círculo se molda em meus pensamentos

 

como brotou o signo do reino da linguagem

onde convivem os magos dos poemas e contos

os primeiros sussurros fizeram brotar o âmago

do curso dos símbolos e das girândolas

 

sons de pianos dos Bethovens eternos

povoaram minha fronte de fadas suaves

sonatas ao luar vibraram dos meus olhos

cegos e cegas eternos voltaram no retorno.

 

E o homem sincero viveu aquele raro momento.

 

Amadeu Roberto Garrido de Paula, é Advogado e sócio do Escritório Garrido de Paula Advogados.