Página Inicial Youtube Twitter Facebook

IBPT (InfoMoney - 08/09)

Gasolina brasileira é uma das mais caras no mundo; 53% do preço final é tributo
12h35

SÃO PAULO - Mais da metade do preço final da gasolina corresponde aos tributos. Com um peso tão grande, não é de se espantar que o combustível brasileiro esteja entre os mais caros do mundo, conforme mostrou pesquisa realizada pela consultoria Arinc (Associates for International Research), especializada em análise de preços mundiais.

A pesquisa, realizada em julho, considerou um valor da gasolina brasileira de R$ 2,85 o litro. De acordo com dados do IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário), deste valor final, 53,03% correspondem aos tributos que, no caso do combustível, são Cide, ICMS, PIS e Cofins.

De acordo com o sócio-diretor da RC Consultores, Fábio Silveira, o motivo para a gasolina brasileira estar entre as mais caras é realmente a carga tributária. "Ela é um instrumento de arrecadação do governo", afirmou. Ele completou dizendo que o custo para a produção da gasolina não é diferente entre os países. "O problema é na hora da comercialização", completou.

Preços mundiais
De acordo com os dados da consultoria, quando o preço da gasolina brasileira é transformado para o equivalente em dólar, para um galão de 3,8 litros, que é o usado regularmente nos EUA, o combustível se torna um dos mais caros do mundo, atrás de alguns países europeus e asiáticos, de acordo com a tabela abaixo:

País Preço (galão EUA)

Noruega US$ 9,85
França US$ 9,43
Dinamarca US$ 9,24
Itália US$ 9,03
Reino Unido US$ 8,96
Alemanha US$ 8,68
Hong Kong US$ 8,05
Coréia US$ 7,33
Brasil US$ 6,38
Japão US$ 6,30

Cada vez mais cara
O preço da gasolina brasileira tem crescido. De acordo com dados da ANP (Agência Nacional de Petróleo), o valor médio do litro da gasolina encareceu 0,52% entre agosto de 2007 e de 2008. Na comparação entre o sétimo e o oitavo meses de 2008, a gasolina teve um pequeno aumento de 0,16%.