Página Inicial Youtube Twitter Facebook

CENOFISCO (Dinheiro.com - 6/Dez)

Especialistas aprovam novo layout do programa do IR 2011

A Receita Federal do Brasil disponibilizou, para testes, uma versão beta do programa do IRPF 2011. O programa é colocado à disposição para que os usuários possam conhecer com antecedência o aplicativo e as principais alterações em relação ao ano anterior, detectar eventuais inconsistências e fazer propostas para que os programas da RFB atendam cada vez melhor os contribuintes.

A principal alteração é, sem dúvida, no layout do programa. Mudança comemorada por especialistas da área tributária.

“Ficou melhor para trabalhar, mais apresentável, mais leve, menos cansativo”, definiu o consultor do Cenofisco, Lázaro Rosa da Silva.

“O novo layout tem um visual melhor e deve facilitar a vida do contribuinte, pois ficou mais fácil de navegar”, afirmou Juliana Ono, diretora de conteúdo e especialista em IR da Fiscosoft.

Entrada de dados

Com a alteração do layout, segundo Silva, a entrada de dados ficou mais fácil. “O contribuinte tem menos chances de cometer erros”, comentou.

Além disso, a cada novo dado cadastrado, já é possível conferir, no lado esquerdo da página, o saldo de imposto a pagar, tanto utilizando as deduções legais, como pelo desconto simplificado, o que facilita a comparação e o controle por parte do contribuinte.

Em termos de informações, de acordo com Juliana, a grande mudança é a inclusão da ficha de Rendimentos Recebidos Acumuladamente, que segue uma alteração da legislação que aconteceu este ano.

Tanto para Silva quanto para Juliana, além das mudanças já citadas, em uma rápida análise do programa, é possível notar que as informações são praticamente as mesmas do ano passado.

“Os efeitos também são os mesmos”, completa Lázaro Rosa da Silva.

Teste

A Receita disponibiliza a versão de teste para que tanto o contribuinte quanto os profissionais que lidam com o assunto possam se familiarizar com a ferramenta, avaliá-la e fazer sugestões.

De acordo com o consultor do Cenofisco, considerando a legislação atual, não há nenhuma alteração a mais para ser feita.